8 de setembro de 2007

Vida Desperta

Me resolvi por escrever sobre a vida que se passa sonhando
Ela não necessariamente é menor que a vida que se passa desperto
Já que as experiências que se vivem em cinco minutos de cochilo
Precisaríamos de um bom tempo pra viver acordado
E sobre o que é realizar... sobre o que é tornar real
Se a vida que passamos sonhando nos disperta a brincar...

Brincar de ladrão com ética
Vândalo com noção de estética
Analfabeto por licença poética
Poeta que terça e quinta tem aula de genética
Sonhador que luta contra um mal,
um certo mago com um chifre menor que o outro,
mas ele é mais forte,
quando o chifre menor aponta pra baixo e o outro pro alto
profere bem alto a palavra mágica, com musiquinha e tudo
destrói toda a fantasia... manda embora o resto...
e me despertador.
transforma tudo que é sonho em mais uma manhã precoce.


Mas já é hora de dormir de verdade
o sonho espera
a noite é tarde
e eu ainda tenho um tanto de coisa pra fazer dormindo.

2 comentários:

Amanda disse...

Amei! Principalmente as duas primeiras linhas!
Sempre me pego sonhando acordada ou dormindo quando a realidade de fora (pq dentro também existe realidade) está me exigindo de um jeito ou de outro, aperfeiçoar dentro de mim o que quero! Os sonhos são para justamente guiar as realizações da vida.
abç carinhoso,
Amanda

Antonio Araújo Jr. disse...

"Os sonhos são para justamente guiar as realizações da vida."

"aperfeiçoar dentro de mim o que quero."

Caramba! Se eu tivesse escutado isso antes, o texto teria sido completamente outro. Pensei sobre isso a vida toda (dormindo e acordado) e nunca tinha chegado a essa conclusão.