10 de fevereiro de 2008

brisa em vela de veleiro em brasa

.



hoje,
não seguro
minha vontade de rimar
deixo voar, faço remar
inseguro

tú me arruma um rumo
que eu te arrumo o mar




.

2 comentários:

Leila Saads disse...

Vou te dizer que também tô precisando de um rumo e do mar...

Todos os textos e poemas desse blog são seus mesmo? Nossa, você tem uma criatividade e tanto! Já ouviu falar na agenda da tribo? É uma que vende em quase todas as livrarias, você devia mandar uns textos seus pra lá, quem sabe eles não publicam!

Gostei demais do "Mais pra lá do Quiprocó", lindo!

Vou te adicionar na minha lista de blogs pra entrar sempre aqui.=]

Até!

Leila Saads disse...

Eu de novo!
Quer dizer que você virou meu blog de cabeça pra baixo? Tudo bem, eu deixo! =]

Ano passado eu enviei uns textos pra lá e eles publicaram dois textos meus no rodapé das agendas desse ano. Entra lá no site deles: www.livrodatribo.com.br

Até!