29 de dezembro de 2008

se bem, que minha mão é asa também

.

na verdade,
nunca consegui escrever sobre passarinho,
nem sobre nada que voa alto

o jeito foi aprender a escrever sob eles

e no tempo em que fiquei
no telhado da minha casa
nunca vi um passarinho
voar negando as asas

esse mesmo passarinho
que hoje eu vi batendo asa
tenho fé seja poeta
sem telhado em sua casa

.

4 comentários:

Orieta Valentim disse...

No século passado eu gostava de ler em cima do telhado de casa. Levava um travesseiro e ficava horas escondida, só no sossego...
Que imagem linda essa do poeta que não tinha telhado em casa!

Tata disse...

lindissimo, seu moço!

Alex disse...

Adorei o BBG que atenda nua! kkkk ! É que eu tenho verdadeiro tesão em ler os anúncios de acompanhantes... muito bom!

Anderson Meireles disse...

Cara, você é genial. Sou fã de teus escritos!
Abraço!