18 de novembro de 2009

nanoconto bem triste

andavam na rua o menino e o verso.
o menino era irmão mais velho do verso e tomava conta.
por descuido, o verso se desgarrou da mão do menino.
o menino ficou sem crescer muito tempo por falta de notícias do seu irmãozinho.

andavam na rua o menino e o verso.
o verso era irmão mais novo do menino e se sentia protegido.
de um instante pro outro, o verso se viu sozinho no meio dos carros.
o verso teve que amadurecer rápido e ligeiro, pra viver nesse mundo de radares e buzinas.

anteontem, os dois se encontraram no twitter e não se reconheceram


4 comentários:

Priscila Milanez disse...

"o menino e o verso..." bonito isso.

leila saads disse...

Tenho versos comigo e conheço quem os têm também - só para o caso de, qualquer dia desses, o menino precisar de algum verso para lhe fazer voar a boca.

Beijos!

Pedro Antônio disse...

Bom demais!

Pedro Antônio

Denise Zimmer. disse...

hehehehe muito bom!